segunda-feira, 23 de maio de 2011

Resenha: Piratas do Caribe - Navegando em águas misteriosas

Olá pessoas!
Olha eu aqui em mais uma resenha de filme, e desta vez falando do Piratas do Caribe 4, mais um da franquia de grande sucesso da Disney. Desta vez fui ver o filme de meia noite da madrugada de Sábado pra Domingo, e mesmo a sessão sendo uma maravilha eu não faço mais isso tão cedo. Fiquei com sono o Domingo inteiro e acabei não fazendo porcaria nenhuma, mesmo tendo dormido bem. Vai entender meu organismo... XD

Antes de falar do filme em si, falemos da franquia. Ao contrário de muita gente, eu gostei do segundo e terceiro filme. Entendo e aceito o fato dos dois últimos terem sido uma porcaria em relação ao primeiro (e quase naufragarem a franquia como bônus), mas depois de assistir mais uma vez a trilogia para ver o quarto filme a aproveitar todas as referências aos anteriores (e aqui fica a minha primeira dica: veja os anteriores. O 4º filme é uma nova história, mas há referências espalhadas por todo filme que você curtirá mais tendo os demais ainda frescos na sua mente), tenho que admitir que eles tem crédito por serem tão divertidos quanto qualquer outro da franquia. Assim, fui ao cinema esperando um novo primeiro filme, um novo começo, mas com todas as apresentações feitas aos protagonistas nos filmes anteriores. E como foi bom rever o capitão Jack Sparrow (Jonny Deep), mestre Gibbs (mesmo que com poucas pontas) e o agora corsário Hector Barbosa (Geoffrey Rush).

O filme funciona bem desta vez principalmente por focar o Jack Sparrow como protagonista. Nos demais estávamos presos ao amor de William e Elizabeth, mas o caso romântico da vez envolve justamente o inconstante pirata e a sedutora latina Angélica (Penélope Cruz). E que química eles tem. De fato, este filme é todo do velho Jack, da bela Angélica e do formidável Barbosa. E que acontece em volta? A tal fonte da juventude? Ingleses versus Espanhóis? O terrível Barba Negra (Ian McShane)? O caso de amor entre o católico fervoroso e a sereia? Todos são meros backgrounds que para o que acontece e o que move os três protagonistas desta nova saga.

O filme ficou ótimo, os efeitos ficaram legais e desta vez mandei o 3D se lascar (vi em 2D mesmo). Aconselho muito ser visto no cinema, mas não posso falar nada da dublagem desta vez. O que me impede de dá uma nota maior ao filme é o fato de não ter batalha entre navios! Como assim!? Mas tudo bem, dá pra “engolir” e ser o filme numa boa.


Nota: 4 de 5

Até and Bye...
PS: fiquem até o final dos créditos, tem uma cena extra.