terça-feira, 30 de abril de 2013

Resenha: Homem de Ferro 3

Olá pessoas!
Preciso ser sincero logo de cara: que filme fodástico! Na verdade, creio que este seja o melhor dos filmes do Homem de Ferro (atualmente uma trilogia). Ouvi comentários durante a saída do cinema de pessoas que esperavam mais, ou que o segundo foi bem melhor. Sinceramente não quero entrar na polêmica de qual filme foi melhor que o outro. Só sei que este sim foi um bom filme Marvel e do seu herói protagonista.

Falando da narrativa. No filme vemos um Tony Stark bem paranoico e sofrendo de crises de ansiedade, o que é totalmente plausível a um humano depois de entrar num buraco de minhoca interdimensional e “ver coisas” além da fronteira dos mundos. Paranoico total, nosso amigo fã de camisas de banda de rock simplesmente não consegue dormir, ficando trancado em seu laboratório inventando mil e umas armaduras personalizadas a fim de estar “preparado” quando a hora chegar. Dá pra imaginar como a Peppers fica ao ver seu querido namorado herói pirando na batatinha, né? Enfim... Como plano de fundo temos um terrorista meio islâmico, meio chinês, meio alguma coisa que todo americano teme, chamado de “O mandarim”, está provocando uma série de atentados contra a integridade americana e saindo impune. De acordo com ele, como diz no trailer, ele está “ensinando” aos americanos certas lições, como um professor. Até então o Tony estava com problemas suficientes para se preocupar com um terrorista, mas ele pira geral quando seu amigo e segurança da Peppers, o Happy (lembra do “grande” pugilista do 2º filme? Aquele cara lá! XD), é quase morto num dos atentados do Mandarim. Puto da vida, ele lança o desafio ao terrorista, e a resposta todos os trailers do filme já mostraram: helicópteros + mísseis = casa do Tony dentro d’água.


Deste ponto em diante Tony precisa se reerguer das cinzas e lutar contar seus próprios fantasmas enquanto salva sua pele, a da Peppers e de todo o povo americano. E cadê o resto dos Vingadores nessa hora? Bem, fazendo os seus filmes, é claro. E creio que o Hulk nem fudendo seria liberado pela S.H.I.E.L.D. para salvar alguma coisa. E porque esse filme é o melhor da trilogia até agora? Porque ele é fodástico em todos os sentidos. Com uma trama envolvente e bem mais madura que as demais, um vilão extremamente bem trabalho e inimigos de respeito, ação acontecendo do início ao fim do filme na medida certa e um Tony Stark mostrando que não precisa depender apenas da armadura para fazer alguma coisa é argumento suficiente pra mim. Se você ainda não foi convencido, não se preocupe que, mesmo sendo o mais sombrio da trilogia, ele ainda mantém as boas piadas que só o nosso querido Tony poderia proferir (ou seria o Robert? Não tenho certeza, eles são iguais demais...). Isso para não falar dos efeitos especiais incríveis, da boa trilha sonora e efeitos sonoros.


Nota: 4 de 5

No fim, digo sem medo que o Homem de Ferro 3 é um dos melhores filmes de super-heróis que já vi. Com ação, drama e narrativa no ritmo certo, o filme te prende do início ao fim de forma fabulosa. E por favor, não quero mais ouvir que um filme onde pessoas têm seus membros decepados ou peitos estourados por tiros é para crianças... XD

Até and Bye...