segunda-feira, 27 de maio de 2013

Grunts em enxame

Olá pessoas!
Eu estava dando um tempo para retornar com as postagens aqui no blog, já que estou testando algumas regras diferentes no meu jogo de 3D&T Alpha. Uma delas, em particular, merece ser compartilhada com todos. Estou falando dos meus Grunts. Eu digo meu, mas na verdade eles foram inspirados nos grunts do próprio manual e nos discutidos lá no blog dos Defensores.

Para quem não sabe, grunts são os soldados capengas dos vilões. Alguns de vocês podem os conhecer como minions. No universo dos super-sentais, eles nada mais são que os bucha-de-canhão que ficam no caminho dos heróis, auxiliando o vilão em seus atos de vilania gratuita antes de todos serem rapidamente eliminados. O próprio manual cita origens para eles, como seres produzidos e/ou treinados em massa, através de biotecnologia, mutação, magia e outros meios não naturais. Hordas de bárbaros ou humanoides também podem ser consideradas grunts. E foi esse termo “horda” que me chamou a atenção.

E aí? Lembrou agora?
No manual, os grunts são seres bem patéticos, com 1 PV cada, nunca tendo vantagens e se tiver 1 ponto de personagem na ficha já é muita coisa. De fato, para atender ao fator “bucha-de-canhão” é mais do que justo. Entretanto, ao invés de funcionarem apenas como números (e sendo mais rapidamente derrotados com ataques em área ou múltiplos), eu preferi dá um pouco mais de qualidade aos miseráveis. Assim, criei uma vantagem especial apenas para eles. Segue a explicação:
Horda (2 pontos): ao invés de ser um individuo, este ser é composto de várias unidades que se espalham por uma grande área. Seja uma nuvem de insetos ou uma pequena infantaria, eles são muitos. Toda horda começa com 10 PV, dificilmente aumentando esta quantidade ou mesmo sua R. Enquanto possuir PV, a horda poderá fazer um ataque em cada personagem no combate, dado o seu número de indivíduos. Ao mesmo tempo, a horda perde vários de seus membros para cada PV perdido, não importando o método usado pela personagem.
Assim, os meus grunts funcionam como um enxame, atacando de todos os lados e sendo destroçado a cada PV perdido. Isso permitiu criar cenas épicas dentro do jogo, como um personagem derrotar 10 soldados ao mesmo tempo com apenas uma rolagem de ataque (ajudado por um belo crítico, diga-se de passagem). Lembrando apenas que, para ficar justo, a horda deve possuir ao menos metade da FA e FD média das personagens, aumentando seu nível juntamente com o dos heróis. Segue abaixo um exemplo de grunts em enxame que criei para o meu RPG:

SOLDADOS DE CHIANG: servos do déspota Ming (5 pts)
F ou PdF 2 / H 1 / A 1 / PV 10 / PM 1
FA +3 (corte ou perfurante) / FD +2
Horda (2 pts) / Devoção: lealdade cega (-1 pto)

Espero que vocês tenham curtido a regra, e a usem em seus jogos.
Até and Bye...

Nenhum comentário:

Postar um comentário