sábado, 14 de junho de 2014

One Piece: Caçadores #04 (Pwill)

Olá pessoas!
Mais um Sábado, mais uma sessão. A história está avançando de vento em polpa (opa, olha a referência!), e as coisas estão ficando cada vez mais interessantes. Piratas com codinomes de cores, um grande pirata déspota que faz o que quer com o povo de uma ilha, e adversários próprios para cada jogador. Isso lembra o que para você, fã de One Piece? Pois é justamente daí que tirei a minha inspiração para este arco, marcando o início da Grande Rota. Agora está na hora de conhecer o grande imperador, Greyback, e seus demais asseclas.

ARCO 03 - PWILL
O IMPERADOR SOB A MONTANHA (5ª Sessão)
Miss Pink, a sedutora.
Durante a noite, Pink foi solta e contou o que sabia. Ela fazia parte da tripulação de Greyback e eles estavam na ilha há quase 6 meses, usando o povo local como escravo para construir um navio/arma para o pirata enquanto aguardavam para partir. Também explicou que o log pose demora 1 ano para se acostumar com o campo magnético da ilha, e que faltava apenas 3 dias para que o dos piratas estivesse pronto. Conversando a sós com Ten (Leish), ela demonstrou estar incomodada pelo fato de ter sido aceita tão facilmente por eles, principalmente após ter ajudado Greyback. Ela nunca havia pensado que estava ajudando a escravizar um povo, e aquilo a deixava confusa. A presença de Poppy no navio só piorava tudo, aumentando a sua culpa. E foi justamente após olharem bem para Poppy que eles notaram que ela não era humana, mas sim um yordo, uma raça que só existe na ilha de Pwill.

Quando Red acordou, eles trataram de interrogá-lo. Entretanto, logo notaram que isso seria impossível, pois ele era burro feito uma pedra. Assim, Ten o enganou para que os ajudasse, fazendo o brutamonte achar que eles estavam se rendendo e que deveria levá-los como seus prisioneiros. Com o amanhecer, o trio partiu junto a Pink e Red até o vulcão, local das minas da ilha e onde Greyback estava escondido. A viagem a pé durou do amanhecer ao crepúsculo, devido a dificuldade de andar pelo solo acidentado e por estarem respirando o ar poluído pelas cinzas. Ao chegarem, os caçadores tiveram a visão do povo yordo trabalhando incessantemente para escavar os minérios necessários para a arma de Greyback. Eles o faziam com habilidade sem igual, estando acostumados a trabalhar nas minas. Entretanto, o mais estranho foi o fato deles fazê-lo sem uma única pessoa para vigiá-los, e nem pararam quando os caçadores os questionaram, fazendo seu trabalho com um fervor estranho. Pink explicou que eles não tinham escravizado os yordos de fato, mas apenas os mandado trabalharem, e eles aceitaram sem questionar. Ao que parece, a ilha já pertencera ao Governo Mundial antes, e os yordos deveriam ter trabalhado para eles da mesma forma, seguindo as ordens de seus mestres com alienação.

Mr. Black, o espadachim sádico.
Seguindo pelos túneis, o grupo acabou caindo numa armadilha, sendo separados por uma explosão. Dash (Bulba) seguiu pelo corredor a sua frente, sendo o único caminho que dispunha. Ao chegar num amplo salão circular cheio de fendas na parede, ele foi surpreendido por Mr. Green, o caçador. Green estava com a vantagem a princípio, usando o ambiente a seu favor, mas logo Dash reverteu a vantagem para si e, com um tiro certeiro, derrotou o adversário. Aliviado, ele tomou o rifle de Green para si (troféu!) e seguiu adiante procurando uma rota de fuga. Yuri (TL) conseguiu ficar sobre os escombros junto com Red, que estava desacordado. Eis que surgiu um espadachim que se apresentou como sendo Mr. Black. O homem, com um sadismo terrível, matou o próprio companheiro desacordado, punindo-o por ter “traído” o bando e horrorizando o garoto. Entretanto, Yuri se recuperou e lutou com tudo que tinha contra Black, vencendo-o e o humilhando ao arrancar fora suas roupas e levando sua katana. Ele então voou até o topo do local e seguiu por um dos corredores acima, esperando achar os outros. Já Ten e Jax (Joka) estavam separados por apenas uma parede, e começaram a escavá-la a fim de se reagruparem. A situação se pôs mais urgente quando Mr. Brown apareceu diante de Jax. Os caçadores conseguiram se reunir, mas o gigante era poderoso demais para que eles derrotassem. Assim, ambos apelaram para as palavras, derrotando o adversário apenas com argumentos e ameaças, fazendo Brown questionar tudo o que estava fazendo e saindo do vulcão, largando-os no corredor. Ele chegou a cruzar com Dash no caminho, indicando que caminho deveria seguir para encontrar os outros.

Regra: o que Leish e Joka fizeram foi usar a regra de ataque social do jogo. Usando de argumentos e provocações, eles atacaram a Mente de Mr. Brown como se fosse um ataque físico que vemos em qualquer combate. A sorte deles, porém, é que Brown não apenas era fraco mentalmente como eles também só obtiveram Sucessos Decisivos. Isso aumentou o dano significativamente, fazendo o gigante “cair” antes que pudesse feri-los. O resultado foi o descrito, fazendo Brown “desistir” da luta e sair do local frustrado e confuso.

Miss Purple
Yuri saiu no centro do vulcão, onde os yordos trabalhavam, e foi atacado por Colors, que estava invisível. Sendo cada vez mais forçado a ceder mentalmente, Yuri não suportou e caiu desacordado. Logo em seguida Dash chegou, sendo mais feliz no seu combate e ferindo Colors com gravidade, mas ambos ficaram inconscientes. Quando Jax e Ten chegaram ao local, ambos os aliados foram feitos de reféns, juntos com Pink, por Greyback em pessoa e seus demais aliados: Mr. White (agora recomposto), Mr. Black (vestido e parecendo furioso) e Miss Purple (uma mulher lindíssima, usando um exuberante chapéu com uma pluma e segurando uma clava com cravas de ferro). Sem opções, Ten ia se render, mas Jax conseguiu provocar Greyback a lutar contra eles. O pirata aceitou o desafio, prometendo libertá-los caso ao menos o tocasse. A luta foi complicada para os caçadores, pois os ataques de Jax pareciam escorregar pelo corpo de Greyback. Sem opções, a dupla enganou o pirata que quase caiu na lava e sendo “tocado” de uma forma que não esperava. Contrariado, ele acabou fugiu, levando consigo seus prisioneiros para a frustração dos caçadores (mas gerando uma das piadas mais épicas que eu já tive o prazer de ouvir num RPG).

Regra: vendo que não conseguiriam acertar Greyback facilmente, Ten e Dash usaram de criatividade para “acertar” um ataque no pirata. Para tal, Ten criou uma abertura usando suas sombras, gastando a sua ação para gerar uma Vantagem para Jax. O faxineiro, por usa vez, usou seu Talento de Ferramenta Improvável para atacar indiretamente o alvo, jogando água ensaboada no chão e fazendo Greyback escorregar até o poço com lava. O que espero muito alcançar com este sistema é justamente isso: explorar ao máximo a capacidade criativa dos jogadores; e creio estar conseguindo.


* * * * *

Até a próxima, caçadores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário