domingo, 2 de novembro de 2014

One Piece: Caçadores #Fim (Kemet)

Olá pessoas!
E finalmente vamos fechar o RPG com o arco final desta aventura! Muita coisa já aconteceu na vida dos caçadores, e tudo isso em menos de 6 meses de viagem. Almirantes foram derrotados, velhos inimigos se tornaram aliados, um povo oprimido foi salvo de sua maldição pelas ações e palavras dos caçadores, e antigos segredos familiares foram revelados. Agora, porém, o destino guia os caçadores ao reencontro de Jax com antigos aliados, e dois filhos com um pai perdido. Confiram esta que é a última postagem!

Leia os arcos anteriores: #01, #02, #03, #06 e #10.

OS CAÇADORES DE PIRATAS
Lupin D. Ten
Vamos lembrar quem é quem neste RPG? Desta vez não houve adições à tripulação, mas temos uma “clandestina” a bordo do Nosferatu (o navio que eles tiveram que ficar após a perda da T.A.R.D.I.S.):
  • Lupin D. Ten (Leish): 18 anos. Recompensa: 40 milhões de belly. Filho de um pirata e neto de um marinheiro, Ten está em busca de traçar um destino diferente dos seus antecessores, evitando tornar-se uma sombra deles. É o diplomata da tripulação, usando seus poderes de sombra (Kage Kage no Mi) para ajudá-lo na sua aventura.
  • Hiro Yuri (TL): 12 anos. Recompensa: 40 milhões de belly. Órfão, passou a vida desejando ser um bom navegador, até que resolveu fugir de sua vila natal para seguir seu destino, encontrando no caminho a Kaze Kaze no Mi (fruta do vento). Hoje é o navegador da T.A.R.D.I.S., usando seus poderes para levar seus nakamas adiante.
  • Senel Dash (Bulba): 19 anos. Recompensa: 60 milhões de belly. Abandonado pelo pai e membro de uma família de marinheiros marcada pelo erro de seu avô, Dash sempre desejou encontrar o pai para entender porque largou a família a própria sorte e acertar as contas com ele. É o líder dos caçadores.
  • Jax (Joka): 28 anos. Recompensa: 44 milhões de belly. O ex-faxineiro dos Pirate Hunter D. foi encontrado pelos caçadores na ilha de Pwill, aliando-se a eles. Acabou descobrindo que Ten era o filho de Nine, seu antigo capitão, ficando perplexo ao notar que, de alguma forma, fora arremessado anos no futuro. Está em busca de entender o que houve consigo e seus antigos nakamas, ajudando seus novos amigos.
  • Tripulação: os demais personagens que acompanham os jogadores são Saer (o carpinteiro, sendo o avô de Dash e Yuri), Gwen (a garota cozinheira, que vê Yuri, Takeshi e Ruby como irmãos), Ruby (a encantadora de pessoas, ex-pirata do bando de Greyback e que resolveu acompanhar a tripulação) e Takeshi (nome dado por Yuri para Colors, que ajuda como pode nas tarefas do navio).
  • Rose: a “clandestina” é uma antiga amiga de infância de Ten. Ela acabou se tornando uma Revolucionária após seus pais serem mortos pelo Governo Mundial, e tem como meta impedir que armas lendárias aumentem o arsenal daqueles que governam o mundo.

ARCO 06 - KEMET
AREIAS DE KEMET (13ª Sessão)
Ohara Mana, arqueólogo e atiradora.
A viagem pela Calm Belt prosseguiu sem maiores transtornos. Usando os poderes de Yuri (TL) para criar vento nas velas, um dos oceanos mais perigosos do mundo acabou não sendo tão problemático. A viagem, porém, voltou a se tornar emocionante quando o Nosferatu foi tragado por uma forte corrente marinha, sendo levado na direção de uma parede de água que se erguia verticalmente e estando no centro de um redemoinho gigantesco, indo parar num denso nevoeiro. Fazendo os preparativos, o Nosferatu conseguiu navegar na vertical até ultrapassar a névoa, e vendo no horizonte um mar de areia. Eles haviam chegado a Kemet, a ilha do deserto. Entretanto, o navio após a subida começou a cair na direção da terra firme, para desespero dos tripulantes. Acabou que Jax (Joka) conseguiu improvisar um paraquedas com um pano de prato e salvando consigo Rose e Ruby, mas se afastando de todos. Yuri, Takeshi e D. Ten (Leish) conseguiram salvar o restante da tripulação, mas o Nosferatu acabou se dando mal, quase se partindo ao meio com a queda nas dunas.

Sem navio e destino, a tripulação tratou de se reencontrar, domesticando um verme da areia no processo (chamado carinhosamente de Espaguete). Ao alcançarem um oásis, os caçadores foram abordados por moradores das areias, um grupo local de revolucionários que estava lutando contra a tirania dos “falsos deuses” e do antigo faraó deposto, sendo liderados por três mulheres e se chamando de “Aurora Esmeraldina”. Jade, a mais nova das líderes, explicou que Kemet estava sendo dominada por seis falsos deuses que se intitulavam como “Zoomantes”. Ao contatarem o CP-5 através do den-den-mushi, os caçadores descobriram que se tratava de um grupo de piratas desaparecidos há décadas, sendo cada usuário de um tipo lendário de zoan.

Rose, antiga amiga de D. Ten e Revolucionária.

Foi quando Mana, a antiga arqueóloga e atiradora dos Pirate Hunters D. (antigo grupo de caçadores que era liderado por Lupin D. Nine, pai de D. Ten e Yuri), e amiga de Jax surgiu. Ela explicou que estava na ilha fazia algumas semanas, tendo vindo logo após deixar a carta com Igor (a carta que eles pegaram em Scarlet Port e que tinha um Eternal Pose para Kemet). Complementando o que Jade disse, Mana explicou que Nine e seus novos companheiros estavam na ilha há pouco mais de um dois meses, tendo chegado antes dela e se aliando aos tais Zoomantes na busca pelo lendário navio Mercúrio, onde diz as lendas que pode voar. Segundo o que Mana havia conseguido traduzir dos poneglifos em viagens passadas, tudo apontava para Kemet como sendo o local onde estava o navio lendário, e eles não podiam deixar que ele caísse nas mãos de Nine ou do Governo Mundial. Foi quando Rose finalmente disse algo, revelando a todos o motivo de ter saído em viagem até Kemet. Ela fora mandada até lá para destruir o Mercúrio, tendo em vista que os Revolucionários não poderiam deixar tal arma cair em mãos erradas, muito menos se estas fossem a do Governo Mundial. Ainda assim, mesmo tudo apontando para o local, não havia fatos concretos que afirmassem a real existência de um navio lendário (ainda mais porque as pessoas locais nem sabiam o que era um navio).

Vendo que estavam em mais uma ilha dominada por piratas tiranos (repeteco de Pwill), o grupo resolveu partir sozinho para a base dos Zoomantes e capturá-los. Rose e Mana se prontificaram a ajudar, assim como os revolucionários da Aurora Esmeraldina. Entretanto, usando de sua diplomacia, Ten conseguiu parar o povo do deserto, temendo envolvê-los numa situação de vida ou morte. Eles foram guiados até a pirâmide de Jitte, lar do faraó e atuais mestres de Kemet. Uma vez lá tentaram passar despercebidos pelos guardas, entretanto o guardião local, Ra, um dos deuses, acabou percebendo a invasão e os atacou. A luta foi rápida e eles logo derrotaram o pirata e seus asseclas, seguindo o resto do caminho sem temor.

A PIRÂMIDE DE JITTE (14ª Sessão)
Horus, o líder dos Zoomantes.
A batalha contra Ra foi rápida. Entretanto, algo terrível aconteceu. Num último ataque, o pirata atirou uma chuva de penas devastadoras, ficando uma delas cravada no coração de Rose. Sendo interrogado pelos caçadores, o pirata explicou que apenas seu líder teria o pode para salvá-la e que eles não tinham muito tempo. Sem tempo a perder e temendo que mais guardas locais se unissem àquela batalha, os caçadores se dividiram em dois grupos: Mana, Takeshi e Ruby seguiram para o subsolo em busca de pistas sobre o Mercúrio, enquanto que Ten, Yuri, Jax e Dash (Bulba) levaram Rose consigo até o topo da pirâmide, passando por armadilhas e pelo ataque de outro pirata. Ao alcançarem o topo, eles se viram diante de Horus, o líder dos Zoomantes e outros três lacaios. Contudo, lá estava também Nine e seu novo bando, para surpresa dos caçadores. A princípio pai e filhos tiveram uma cena de reencontro não muito amistosa, mesmo com muito incentivo da parte de Nina, a garotinha que eles haviam encontrado em Scarlet Port. Entretanto, eles conseguiram impedir que Nine se metesse no assunto deles com os Zoomantes, e uma batalha teve início.

A batalha foi feroz, mas não muito complicada. Uma vez tendo derrotado os furiosos e gigantes Zoomantes (furiosos após tanta provocação que receberam), os caçadores obrigaram Horus a remover a flecha cravada em Rose. Tendo se livrado do problema maior, os caçadores puderam acertar suas contas com Nine. O ex-caçador de piratas se esforçou para bancar o bom pai após ter abandonado os filhos, mas sem sucesso. Quando os caçadores tentaram levar os Zoomantes consigo e explodir a pirâmide no processo, foi que surgiu o “porém”. Nine afirmou que ainda precisava dos piratas e da pirâmide em si por qualquer motivo que fosse, e fez com que seu bando lutasse contra os caçadores com a menor das provocações. A batalha final havia começado!

O DESTINO DOS NOVE (15ª Sessão – Final)
Dark Lily.
A batalha contra os tripulantes de Nine foi terrível. Sem tempo hábil para descansar, os caçadores se viraram como puderam enfrentando as teias da aracnídea Bela Dama, as marionetes zumbis de Dark Lily, a padaria ambulante de Cookie, o machado terrível de Rufus, a marreta do gigante Tobias, e o próprio Nine com sua arte marcial e lábia. Quando o confronto estava virando para o lado dos caçadores, porém, o mesmo foi interrompido com a chegada brusca de Mana e os demais aliados. Ela explodiu ao ver Nine e o questionou sobre o que ele estava fazendo no local, uma vez que não havia subterrâneo algum na pirâmide ou sinal do Mercúrio. Rindo consigo mesmo, Nine retrucou dizendo que já havia conseguido o que viera buscar e estava só esperando para ver os filhos, pois soube que eles estariam a caminho de Kemet. Antes que pudesse revelar mais detalhes, porém, ele acabou fugindo com Nina em seus braços, deixando-os para trás.

Bela Dama.
Os caçadores reuniram todos os prisioneiros e os levaram para fora da pirâmide, expulsando cada empregado do local. Nine já havia preparado uma série de explosivos no entorno da pirâmide para alguma emergência, e deixou de presente o detonador para os filhos por o terem vencido. Entretanto, ao saírem do local, uma multidão de moradores, guardas e sacerdotes aguardava a chegada dos hereges. Eles exigiram que os deuses fossem libertados, mas, usando de sua lábia afiada, Ten conseguiu convencê-los a abandonar as tradições que eles usavam para prender a si mesmos, explodindo a pirâmide no processo (e o símbolo maior daquela teocracia). Eles então deixaram Kemet nas mãos da Aurora Esmeraldina, que havia chegado atrasado para ajudá-los. Tudo isso em apenas 1 dia!

Seguindo a dica de Jade, eles foram até o esconderijo de Nine. Na viagem, que durou cerca de 2 dias, eles puderam conhecer melhor os aliados de Nine e odiar a arrogância dos Zoomantes, que ficaram amordaçados o restante da viagem. O local aonde eles chegaram tratava-se de uma tumba abandonada e já próxima a névoa que rodeia as bordas da ilha flutuante. No seu subterrâneo, porém, eles encontraram o Black Hawke, o navio que Jax e Mana usaram no passado para navegar com seus antigos companheiros. Lá também estavam Nine e Nina, desacordada. O ex-caçador enfim explicou que Nina era o navio lendário Mercúrio e que para despertar sua verdadeira forma ela teria que morrer, fundindo seu corpo a um orbe que ele havia encontrado em Kemet, a “chave do navio”. Mana finalmente entendeu tudo o que havia lido até então nos poneglifos e o porquê de não haver vestígio algum do navio na ilha.

Senel Dash, líder e atirador dos Caçadores.
Quando ia, porém, concretizar o ritual para despertar o Mercúrio, Nine foi impedido pelos caçadores. “Nenhuma vida valia o desejo de reviver o navio”, foi o que afirmaram categoricamente. Uma batalha desesperada teve início, onde Nine argumentou com todas as forças de que precisava do navio para transformar Mariejoa, a capital do Governo Mundial, num mar de chamas e poder se vingar do que aconteceu com Lilian, a mãe de Ten, e Angie, a mãe de Yuri. Somente com a destruição do Governo Mundial e dos lordes piratas, os Yokons, sem líderes e mergulhado no caos, é que o mundo se tornaria um local melhor, livre de todas as amarras e tiranias. Ainda assim, os caçadores negaram aquele desejo deturpado de liberdade e vingança, mas a medida que lutaram seus corações ficavam cada vez mais divididos. Então, num ato de decisão inabalável, Dash viu que só havia um fim possível: ele atravessou a cabeça de Nine com um tiro certeiro.

Incrédulos, caçadores e piratas viram Nine cair no chão, morto. Desesperados com a separação abrupta, Ten e Yuri choraram. Mana ficou estática e Jax não soube como reagir. Mas o pior aconteceu com Nina. Tendo despertado no meio da confusão, ela tentou ajudar Nine como pôde, e acabou desmaiando ao ver seu amigo morrer. Então, como que por mágica, sua vida se desprendeu de seu corpo e ela se tornou uma estátua. Ten então largou o orbe maldito no mar abaixo deles. Dando-os um funeral digno, os caçadores embarcaram no Black Hawke junto aos prisioneiros, convencendo os aliados de Nine a fazerem o mesmo, mas em paz. Mana aceitou a carona, mas Rose ficou para trás. Ela se despediu de Jax com um beijo tímido em seu rosto e de Ten reafirmando a promessa que fizeram quando ainda eram crianças, de um dia se encontrarem no Novo Mundo.

E assim partiram os caçadores, deixando para trás o passado amaldiçoado de seus pais e indo de encontro ao futuro!



* * * * *

É isso ai pessoal! Este foi o meu RPG de One Piece, Caçadores de Piratas. Ao menos a sua primeira temporada. Eu tenho a pretensão de continuá-lo, mas após algum tempo no futuro (tanto dentro quanto fora do jogo). Os personagens deste RPG conseguiram avançar de meros Novatos a Heróis em apenas 15 sessões, mas de forma merecida. E não a toa foi uma ótima forma de experimentar meu sistema, o Tio20 RPG.

Muita coisa mudou nele da 10ª sessão para cá, logo após o final do arco de Scarlet Port. Isso porque resolvi assumir minha vertente épica para narrar e abandonar pensamentos que só estavam prendendo o jogo, o que se provou uma escolha bem acertada. Entretanto, tais mudanças ainda precisam de um pequeno polimento antes de chegar a uma versão final, por isso peço paciência aos mais curiosos sobre o mesmo. Até lá, peço paciência e que continuem acompanhando o blog para mais novidades (e não apenas sobre RPG ou o Tio20).

Até and Bye...